Marcos

Você sabe para que serve a Auditoria Investigativa?

by Marcos |28 de outubro de 2020 |0 Comments | Auditoria, Blogs, Condominio, Dicas para condomínio, gestão condominial | , , ,

Você sabe para que serve a Auditoria Investigativa?
Caso não, entenda melhor lendo este post.

Eventualmente, nos condomínios, podem ocorrer fraudes, desvio de verba, superfaturamento e entre outras possibilidades.
Para isso temos a Auditoria Investiga.

Já pelo nome já dá para entender um pouco a finalidade.
A empresa, competente pelo trabalho, irá investigar o condomínio para verificar se não há nada fora do normal. Caso seja encontrado algo, uma ação é movida contra o responsável pela a administração, síndico ou condomínio.

Tem duvidado de algo em seu condomínio?

 

Gestão de crises em condomínios

by Marcos |27 de outubro de 2020 |0 Comments | Auditoria, Blogs, Condominio, gestão condominial, gestão de crises | , , , ,

Gestão de crises: você sabe a importância disso para o seu condomínio?

A verdade é que imprevistos acontecem e nem sempre estamos preparados para lidar com eles, como bem vimos no ano de 2020 com a crise proporcionada pela pandemia do novo coronavírus.

Mas existem algumas coisas que podem, sim, serem previstas e, para isso, é preciso ter uma boa gestão de crises.

Essa é uma forma de identificar riscos nos condomínios e tentar se preparar para possíveis momentos de “sufoco”, permitindo que a situação seja mais amena do que seria caso não houvesse um planejamento. Nesse sentido, é claro que a gestão financeira não pode ficar de fora. Afinal, quase tudo é resolvido com base nas finanças, não é mesmo?

Então, o ideal para garantir a sobrevivência saudável do seu condomínio é investir na gestão de crises e na organização financeira, o resto virá com muito mais facilidade!

Quer saber se algo está errado?

by Marcos |27 de outubro de 2020 |0 Comments | Auditoria, Blogs, Condominio, Dicas para condomínio, prestação de contas | , , , ,

Quer saber se o seu condomínio está “certinho”?
Siga essas dicas.
Há duas formas de saber se há algum tipo de irregularidade em seu condomínio, analisando a pasta de prestação de contas e o balanço mensal.
Essas duas informações devem ser abertas para os condôminos.
A pasta de prestação de contas deve conter todas as informações de receitas e despesas.
O balancete é a demonstração do quanto foi arrecado e o quanto foi gasto no mês analisado.
Com esses dados, você terá uma visão detalhada das ocorrências financeiras de seu condomínio.
Caso necessite de ajuda, a Odara Auditoria está a sua disposição.

Quer negociar bem? Veja essas dicas incríveis

by Marcos |14 de julho de 2020 |0 Comments | Blogs | , , ,

Na gestão de um Condomínio são diversas as situações em que o resultado depende de uma boa negociação, tais como:

  • tratamento de conflitos;
  • solução de inadimplência;
  • novas aquisições;
  • contratação de serviços;
  • e outras mais.

Pensando nisso, aqui estão as dicas gerais que podem melhorar o processo e os resultados nas suas interações na mesa de negociação:

1. Ouça e entenda os problemas e pontos de vista da outra parte
Os melhores negociadores tendem a ser aqueles que realmente escutam o outro lado, entendem seus principais problemas, e então formulam uma resposta apropriada.

2. Esteja muito bem preparado
Obtenha o máximo de informações relevantes ao assunto, empresa e pessoas envolvidas na negociação.

3. Mantenha as negociações profissionais e corteses
Um tom colaborativo e positivo nas negociações é mais provável de resultar em um progresso para o fechamento e estabelece um bom relacionamento de longo prazo.

4. Compreenda a dinâmica do negócio
Entenda e considere sempre:
– Quem tem a alavancagem na negociação?
– Quem quer mais o negócio?
– Quais restrições de tempo o móoutro lado tem?
– Quais alternativas o outro lado tem?

5. Sempre elabore a primeira versão do acordo

Isso permite enquadrar como o acordo deve ser estruturado, implementar pontos-chave que você deseja e ganhar impulso ao seu lado.
Lembre-se que o negócio deve ser bom para ambas as partes.

6. Não tenha pressa
Quem é mais flexível sobre o tempo tem a vantagem. Sua paciência pode ser devastadora para o outro negociador se ele estiver com pressa porque começa a acreditar que você não está sob pressão para concluir o negócio. Com isso, eles passam a oferecer concessões.

7. Quanto mais alto, melhor
Negociadores bem-sucedidos são otimistas. Uma estratégia comprovada para alcançar resultados mais elevados é a abertura com uma posição extrema. Os vendedores devem pedir mais do que esperam receber, e os compradores devem oferecer menos do que eles estão dispostos a pagar.

8. Concentre-se na pressão do outro lado, não na sua
Quando você se concentra em suas próprias limitações, perde a visão geral. Em vez disso, os negociadores bem-sucedidos perguntam: “Qual é a pressão agindo do outro lado nessa negociação?” Você se sentirá mais poderoso quando reconhecer as razões pelas quais o outro lado cederá.

9. Mostre à outra pessoa como necessidades dela serão atendidas
Negociadores de sucesso sempre olham para a situação do ponto de vista do outro lado. Em vez de tentar ganhar a negociação, procure entender o outro negociador e mostre a eles maneiras de se sentirem satisfeitos.

Resumindo:

  • Ouça e entenda a outra parte.
  • Esteja muito bem preparado.
  • Mantenha-se profissional e cortês.
  •  Compreenda a dinâmica do negócio.
  • Tenha a primeira versão do acordo.
  • Não tenha pressa.
  • Quanto mais alto, melhor.
  • Concentre-se na pressão do outro.
  • Mostre à outra pessoa como necessidades dela serão atendidas
  1. “Quanto mais você tiver considerado diferentes formas de ajustar um acordo, mais ágil e criativo você será no meio da negociação.”
    (Michael Wheeler)

No seu Condomínio a medição do consumo de água é individualizada?

by Marcos |13 de julho de 2020 |0 Comments | Blogs | , , , , , ,

Em um cenário em que a economia de recursos e redução de gastos é tão necessária, o assunto “individualização da medição” nos Condomínios ganha força.

A crise hídrica entre o final de 2014 e princípios de 2015, quase fez o sistema de abastecimento de água entrar em colapso.

Agora, em 2020, durante a Pandemia da Covid-19, temos a necessidade de quarentena e ampliação dos hábitos de higiene.

Esses são apenas dois exemplos que reforçam a importância da água em nossas vidas e, acima de tudo, reforça que a necessidade de um consumo mais racional é para sempre.

Para os condomínios, a dica é investir na economia e recomenda-se:

  • conscientização dos condôminos, para que incorporem hábitos comedidos;
  • instalação de dispositivos de redução da vazão em torneiras, chuveiros e descargas;
  • estudar e viabilizar a medição individualizada do consumo com a instalação de novos ramais de distribuição d’água, com medidor único por unidade.

 

De acordo com especialistas, são vários os benefícios da medição individualizada do consumo de água. Seguem os principais deles:

  • Consumo racional da água: especialistas estimam diminuição de até 40% do volume total do consumo de água no condomínio.
  • Cobrança justa do que cada unidade consome: geralmente, a diminuição na conta é percebida por 70% dos moradores.
  • Agrega valor à unidade: os especialistas apontam que há um ganho real para o patrimônio.

Todos ganham:
O morador.
O condomínio.
O empreendimento.
O planeta.

E no seu condomínio, a medição de consumo de água já é individualizada por unidade?

Deixe seu comentário.

Evite o efeito dominó que gera custos indesejáveis ao seu condomínio

by Marcos |9 de julho de 2020 |0 Comments | Blogs | , , , , , ,

 

Alguns equívocos na gestão das contas do condomínio podem gerar custos futuros.

 

Nossa legislação tributária é tão complexa que, mesmo que de forma não intencional,  pode levar a erros, tais como:
– base de cálculo indevida;
– erro no enquadramento tributário;
– retenções indevidas ou faltantes;
– inconsistência entre retenções e recolhimentos.

 

Essas situações acumulam multas e juros que oneram o condomínio.

 

Por isso, durante o trabalho de auditoria das contas, fazemos uma conferência minuciosa desses aspectos, podendo resultar em economia (intangível) para o condomínio.

 

Aguardamos um contato seu para te ajudar na segurança financeira do seu condomínio.

Um abraço!

Validade de documentos na comprovação de contas do Condomínio

by Marcos |6 de julho de 2020 |0 Comments | Blogs | , , , , ,

Um documento fiscal válido requer atender às suas exigências legais.

Trata-se de se manter dentro da lei e cumprir seus deveres fiscais, bem como contribuir para que não haja o crime da sonegação de impostos.

Na gestão de Contas do Condomínio, a comprovação de despesas deve seguir as regras da legislação para os documentos e das respectivas obrigações tributárias e fiscais.
Os principais documentos fiscais são:
  • Nota Fiscal Eletrônica de Venda
  • Nota Fiscal Eletrônica de Serviços
  • Cupom Fiscal (por equipamento habilitado)
  • Recibo de Pagamento de Autônomo
De uma forma geral, um documento fiscal deve:
  • atender aos requisitos da legislação,
  • estar sem rasuras;
  • ser emitido por empresa devidamente constituida;
  • conter os dados do fornecedor;
  • conter os dados do consumidor;
  • apresentar a data de sua emissão;
  • relacionar as mercadorias ou serviços;
  • demonstrar as bases e valores dos tributos.
Aspectos tributários
A tributação adequada depende da operação, dos produtos e, para tributos estaduais e municipais, varia por localidade. Os principais tributos são:
  • Imposto sobre Circulação de Mercadorias (ICMS);
  • Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI)
  • Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS);
  • Programa de Integração Social (PIS);
  • Imposto de Renda (IR);
  • Imposto Sobre Serviços (ISS);
  • entre outros.
Cupom Fiscal (CF)
Algumas empresas que exercem a atividade de venda ou revenda de bens a varejo e prestadoras de serviços se enquadram ao uso de equipamento Emissor de Cupom Fiscal – ECF.
Trata-se de uma forma simplificada, mas de igual valor fiscal e tributário, desde que o equipamento esteja devidamente habilitado pelo órgão oficial responsável.
Recibo de Pagamento Autônomo (RPA)
O RPA pode ser utilizado unicamente para serviços prestados por profissionais liberais e autônomos, por serem pessoas físicas.
Como o autônomo não é uma empresa, mas uma pessoa física, a prestação dos serviços por ele realizada deverá ser tributada como base em três impostos:
  • Imposto de Renda sobre Pessoa Física (IRPF),
  • Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e
  • Imposto Sobre Serviços (ISS).

Os tributos devem ser retidos no pagamento ao autônomo e recolhidos pelo beneficiário do serviço.

Em nosso trabalho de auditoria, nos dedicamos de forma detalhada à este assunto, de forma a: evitar riscos de custos futuros ao Condomínio e antever sobre possíveis sinais de alerta.
Deixe seu comentário e, se preferir, entre em contato para conhecer mais sobre os benefícios que podemos trazer para a gestão do seu condomínio.
Um abraço e até o próximo!

Garanta as vantagens ao terceirizar serviços, seguindo esses pontos de atenção.

by Marcos |5 de julho de 2020 |0 Comments | Blogs | , , , ,

Pelas leis brasileiras, a contratante tem responsabilidade solidária sobre os funcionários da terceirizada. E devido a isso, poderá arcar com custos.

Para evitar surpresas com a corresponsabilidade na contratação de serviços terceirizados, o Condomínio precisa: contratar bem, acompanhar e fiscalizar.

Por isso:
  • antes de contratar: pesquise, avalie e exija que tudo que ficar combinado seja documentado em contrato;
  • durante a prestação dos serviços: acompanhe, fiscalize e cobre quando necessário, com base no contrato.
Veja alguns pontos de atenção antes de contratar uma empresa terceirizada:
  • Certifique-se que a empresa está autorizada a exercer as atividades que oferece.
  • Exija a documentação legal, as de débitos, acordos e protestos.
  • Consulte outros clientes da empresa, para saber a satisfação deles.
  • Verifique plano de benefícios e política de atualização dos funcionários.
  • Exija um plano de cobertura contra acidentes de trabalho.
  • Combine a confirmação de pagamento de salários e dos recolhimentos de encargos.

Durante a prestação de serviços da terceirizada:

  • Garanta as condições de salubridade, segurança e higiene aos trabalhadores terceirizados.
  • Exija a comprovação do pagamento dos salários e dos recolhimentos de encargos.
  • Acompanhe a realização do plano de reciclagem e aprimoramento.
  • Cobre a entrega de outros documentos, conforme combinado em contrato.
  • Avalie a disponibilização adequada dos equipamentos de proteção pela contratada.
  • Tenha atenção à taxa de rotatividade dos funcionários.

Em nosso trabalho de auditoria, nos dedicamos de forma detalhada à este assunto, de forma a:
– evitar riscos de custos futuros ao Condomínio;
– antever sobre possíveis sinais de alerta;
– contribuir para o aprimoramento do processo de novas contratações.

E então, documento digitalizado tem o mesmo valor que o original?

by Marcos |2 de julho de 2020 |0 Comments | Blogs, Sem categoria | , , , , ,

 

Agora tem sim.

O Decreto 10.278, publicado e em vigor desde 19/03/2020, define técnicas e requisitos para a digitalização de documentos públicos e privados. A medida, permite que os documentos digitalizados tenham os mesmos efeitos legais e o mesmo valor que os seus originais.

Essa medida simplifica, desburocratiza e reduz custos para todos os setores da economia pois, à partir do momento em que estejam disponíveis em meio digital, poderão ter suas versões em papel descartadas, com exceção dos documentos de valor histórico.

O Decreto 10.278 regulamenta:
• Âmbito de aplicação.
• Regras gerais de digitalização.
• Requisito na digitalização entre particulares.
• Responsabilidade pela digitalização.
• Descarte dos documentos físicos.
• Manutenção dos documentos digitalizados.
• Preservação dos documentos digitalizados.

Lei tem por objetivo cessar o uso e a comercialização indevida de dados pessoais

by Marcos |30 de junho de 2020 |0 Comments | Blogs | , ,

 

O pioneirismo sempre dá uma forte sensação de vitória. Quando isso ocorre ao defender uma causa, o sentimento é de conquista.

E é dessa forma que nós da Odara nos sentimos ao anunciar que, motivados por este pioneirismo, saímos à frente, adequando nossos processos e ambiente tecnológico aos requisitos da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados). Essa lei tem por objetivo cessar o uso e a comercialização indevida de dados pessoais, inclusive em meios digitais. Ou seja, busca proteger os direitos e a privacidade de nós, cidadãos.

A LGPD define papéis, determina direitos e obrigações dos participantes e estabelece princípios e condições para a utilização dos dados pessoais, além de estabelecer sanções a quem não cumprir seus requisitos.

Você certamente já foi afetado pelo mau uso dos seus dados… … Recebe contatos frequentes de empresas que nem conhece…
… Muitas delas, demonstrando que conhecem não apenas seus dados de contato, como também preferências…
… E você se pergunta: como essa empresa sabe tanto a meu respeito?
Isso ocorre através da comercialização, ou vazamentos, dos seus dados pessoais.

Esse uso indiscriminado de dados, está com os dias contados com a implantação da LGPD, que foi inspirada em movimentos idênticos, e que já deram certo, em outros países, incluindo sanções aos não cumpridores.

A LGPD (lei 13.709/2018) foi sancionada em 14 de agosto de 2018, para vigorar em agosto de 2020 e foi adiada para 1 de janeiro de 2021. Mesmo assim, nós da Odara nos antecipamos e nos adequamos ao cumprimento desta obrigatoriedade desde o final de 2019, e temos muito orgulho por isso.

Até mais!